Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIAMANTES



A camisa encharcada de suor
manchas de terra pela calça
as mãos quase que entorpecidas
o impacto da enxada no solo
o sol debruçado sobre os ombros
a espiar..." o que procura ele ali...?"
tesouros?
minhocas?
o quão é bestial a procura
que por ser procura
nunca se encontrará...
a tarde já vai longe
e todos sabem das cores
dos humores
o recolhimento dos raios
a faina do sol
seu barracão de luzes
e ele ali
a procurar vestígios de um outrora
o suor descendo pela testa
o resfolegar
a ansia pura
que nome se dá ao diamante
quando se encontra o diamante?
quase que por acaso
um cacho, uma penca,
um arranjo de palavras
um cofre cheio de substratos de adjetivos
o animal encontra seu espírito
e o poema está completo.

Preto Moreno
11/02/2006
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 10/02/2006
Código do texto: T110230

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6768 textos (102472 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:19)