Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OSSOS

Sem ossos a casa afundaria na maré cheia...
Sem ossos os tanques americanos não excursionariam
pelo Iraque em chamas...

Todos falam da carne
Da cor da carne
Do cheiro da carne
Do peso da carne
Da morte da carne
Do espírito da carne
Do outro lado da carne
mas, e os ossos?

Sem os ossos um ditador se derreteria sob sua flacidez
de idéias misturadas à sua corpórea fluidez...

Sem ossos duvido muito que o moleque de outrora
exercitasse o princípio do extermínio
empunhando um estilingue feito
de forquilha de goiabeira...

Sem ossos não haveria noticias
Não haveria pele sur tons na passarela
Massacres à êsmo em terras africanas
Não haveria o cientista andando de lá para cá
enquanto pensa em fabricar um comprimido
para eliminar o sono...

Poderia ser outra coisa, aço, cobre, gravetos,
titânio, canudinhos de papel,
mas são ossos
ossos
isso todos nós temos e que nos põem
eretos perante uma suave brisa matinal
ou perante um tribunal para um acerto de contas
com todos os ossos das palavras que nos restam
para argumentar sobre os ossos
ossos de sonhos
ossos de delírios
ossos de idéias
sobre nossos ossos
ossos do ofício.


Preto Moreno
11/02/2006
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 10/02/2006
Código do texto: T110236

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6777 textos (102523 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:09)