Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não quero o teu lugar


Não quero o teu lugar
Não porquê não me agrade
Não é isso.
Não quero
Porque não me cabe.

Meus cabelos têm outro tom
Meus olhos são da cor do mato
(Poderiam ser da cor da terra – de qualquer cor da terra)
 
Tenho gostos esquisitos:
Sorvete com pipoca
Café gelado com limão
E até homem bonzinho com cara de malvadão

Odeio fazer ginástica
Roupa apertada
Batom vermelho hemorragia

Então, como posso querer teu lugar?
Ele é teu
Do jeitinho que você sonhou
Construiu
E constrói todo dia um pouco mais.

É lindo. Não nego. Já não sei mentir
Mas é teu e
EU não sou VOCÊ.

Não quero o teu lugar
Porque a cor do teu futuro
Não combina com o meu.

Em paz?
Sim. Acredito que sim.

Quero apenas estar no meu lugar
No meu lugar.

... A metade do caminho
Rola dos olhos como lágrima
E segue pelo lábio
No início do sorriso...
Paula Cury
Enviado por Paula Cury em 10/02/2006
Código do texto: T110296

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula Cury
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
114 textos (8469 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:57)
Paula Cury