Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O eu - lírico

Agora você sabe que tudo foi em vão
Agora que você sabe que eu sou uma pessoa vulnerável
Agora, eu quero ser o vão de todas as coisas

Assumo responsabilidades
Acabo com o tédio
Torro dinheiro
E continuo a acreditar nas pessoas

Como pode?
Meu dono me ensinou a rejeitar as pessoas, ser individualista
Sou a criação insurgente?

Olhos, bocas, narizes,
tons, texturas, matizes
Tudo termina em mim e eu quero minimizar meu ser e ser?
existencialista
Enviado por existencialista em 11/02/2006
Reeditado em 04/12/2014
Código do texto: T110421
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
existencialista
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
97 textos (4446 leituras)
1 áudios (26 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:30)
existencialista