Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medo

Qual Ego Por Mais Que Elevado
Um Dia Pudera Imaginar
Quando Tudo O Que Um Dia Se Conspirara
Viesse À Tona
Numa Chuva Flamejante
Como Uma Serpente E Meio Ao Deserto
Como Apnéia Em Meio A Um Mar De Sangue
E Pudesse Este Mesmo Ego
Sentir Medo
Sentir Dor
Sentir – Se Ameaçado

Quando A Soberba Se Cansa
Quando A Luxúria Perde O Alicerce
É Quando Chove Sangue
É Quando O Sentimento Chora
Sentimento Se Desintegra
Ao Mesmo Instante Que Sente
Arde Coração, Arde Consciência
Derrete O Âmago
Um Sopro Amargo E Linear
Que Nada Mais Faz
Que Suma Importância Não Poderia Haver De Ser Menosprezada
Apenas, Amedronta

Este Medo
Não É O Medo Comum
Mas Por Qual Motivo Haveria De Sê – Lo?
Onde Está Minha Força? !
Onde Está Meu Desprezo? !

Sento E Respiro Fragmentos De Alma
Não Se Pode Desprezar Dores
Não Se Pode Desprezar Fatos
Outrora Verdade, Agora Sentimentos, Em Breve Suplício...

Não É Como Aquele Fraco
Não É Como Aquelas Antigas Dores

Não É Possível De Se Combater
Não É Possível De Se Confrontar

Devido A Isso
Devido Às Pedras Que Caem
Devido A Cada Pontada Em Minha Nuca
Que Hoje Choro
Que Hoje Sinto
Que Hoje Penso

Incrivelmente O Paradoxo Se Torna Mutilador De Minha Concepção
Querido Por Haver, Querido Por Existir

Ao Fim Encerro Triste Com Simples Aspiração
Quero Medo Este Não Mais Sentir
Kleiner Teufel
Enviado por Kleiner Teufel em 11/02/2006
Código do texto: T110585

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kleiner Teufel
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
27 textos (2194 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:06)
Kleiner Teufel