Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APENAS UM LAMENTO


 
Meu ser busca hoje o que ainda
resta de mim
de minhas andanças
e de retalhos em retalhos
tento refazer novamente
minha unidade
que se encontra perdida
nesse infindo espaço
sem tempo de nada ser.
É querer plainar no vôo eterno
findar
dilacerar o que mata lento
que doe alma
que faz pranto calado
nas madrugadas da vida
nos encontros
nos amores que busco
e que me completa
mas distantes estão
e dentro da impossibilidade de ser
presença sentida
em momento de desejos
e solidão que amarga
que tritura
que range
dilacera nosso ser
e nessa busca seguimos
avante
e nosso uivo se perde
nas caladas
uivo rouco
doidivano
em busca de mim
do ficar aqui
do querer permanecer
mas o todo querer
apenas plainar
e nunca mais voltar
apenas fazer
o meu vôo calado
rumo minha montanha
minha casa verdadeira
minha morada
onde sou eu
pássaro ligeiro
liberta de todos os elos
sendo apenas amor.

22.03.03


ZEL
Enviado por ZEL em 02/01/2005
Código do texto: T1109
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33938 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:21)
ZEL