Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS DOIS LADOS

 

Deixa o poeta amar sem que precise ter sonhado,
E se contradizer, ao aceita ser, por vezes, maltratado.
Deixa o poeta impor correntes de sedução,
Impondo limites ao belo corpo que vê em sua mão.
Deixa o poeta ser homem que às vezes não sonha,
Comprometer-se à orgia sem a mínima vergonha.
Deixa ser o homem que te invade e te enlouquece,
Cabendo a poesia, a alma e o gozo,se assim merece.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 13/04/2005
Código do texto: T11102
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
730 textos (54067 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:42)
Jose Carlos Cavalcante