Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Cientista Persistente

Lembro-me de não aceitar,
nem sequer ousar acreditar
que não possa te vencer um dia.
Se para cada porta há uma chave,
ou para cada porca um parafuso,
então o óbvio seria termos a ciência
de que existe um modo de te derrotar.
Existem caminhos quase que infinitos
e uma larga diversidade dos mesmos.
Muitos de nós já percorreram,
usaram de atalhos variados
e se perderam dentro deles.
Será mesmo que não há solução?
Tomaste uma proporção bizarra,
onde vou, sei que passas por mim,
me queixo por não saber onde e quando estás por perto.
Fico pensando se é justo se infiltrar entre crianças inocentes,
milhares de infâncias roubadas por um maldito vírus.
Sem contar aqueles que se esquecem de sua existência,
e tu fazes questão de iludi-los através da libido.
Posso até cansar de lutar contra ti,
mas tenho fé e sei que um dia Deus dará a sabedoria necessária,
e finalmente, todo olho verá a sua queda.
Sim, eu disse "fé" e não desistirei de lutar,
Prepare-se você também para se cansar...
Maldito vírus...
Edwin Ataíde
Enviado por Edwin Ataíde em 14/02/2006
Código do texto: T111620
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edwin Ataíde
Santos - São Paulo - Brasil
29 textos (914 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:51)
Edwin Ataíde