Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O grito da vida pela vida

Eu quero sombra para ser água doce cristalina.
Eu quero sombra para continuar correndo pelo leito dos rios.
Eu quero sombra para poder continuar irrigando campos e vales.
Eu quero sombra para continuar salvando vidas.
Eu quero sombra porque eu sou vida de todas as vidas.
Eu quero sombra para continuar saciando a sede de todos os seres, inclusive daqueles que distroem matas e rios.
Eu quero sombra porque eu sou o único líquido que serve para cozinhar os alimentos, para matar a fome da humanidade.
Eu quero sombra porque eu sou limpa e a limpeza Deus amou.
Eu quero sombra porque eu sou os olhos de toda natureza viva.
Eu quero sombra de matas que são os cílios dos olhos da mãe natureza.
Eu quero sombra para continuar formando cachoeiras.
Eu quero sombra para formar o dorso dos rios para transportar canoas e pescadores.
Eu quero sombra para ter os rios mais cheios para que tenham mais peixes.
Eu quero sombra para poder viver e oferecer vida para que ninguém pereça.
Eu quero sombra de matas que são os cílios dos mananciais que irrigam as plantas que nos oferecem alimentos e as matas que nos oferecem oxigênio para continuarmos vivendo.
Eu quero sombra de árvores que formem matas ciliares e ofereçam sombras em todas as margens de rios, riachos, arroios, corregos, lagos, lagoas, represas, açúdes, iagarapés, minas, nascentes e olhos-d'água.
Eu quero apenas sombra - EU SOU ÁGUA.


Poesia escrita em 08/07/2005
Raimundo Otoni
Enviado por Raimundo Otoni em 14/02/2006
Código do texto: T111887
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raimundo Otoni
Londrina - Paraná - Brasil, 86 anos
39 textos (3461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:00)