Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amargo da Vida

Amargo da Vida

Minha boca travou,
meu coração parou,
de tristeza e saudade.
Não te tenho mais...
Foste embora,
nem pensaste no pranto meu

Deveria ter esperado!
Cigano não pára,
não pode parar, pois sua vida
é uma longa estrada a palmilhar.

Novos anseios, novos amores,
tentações, fogo pensante,
alma errante, mudando sempre,
o seu gostar!

Ai de mim que fui me apaixonar,
por tão belo cigano, guapo,
faceiro, que  se fazia amar!
Estou só, esperando outro cigano
que eu possa amar,
talvez até mais,
pois o Amor é como a flor,
em se despetalando,
vira um novo Amor!

Eda Carneiro da Rocha
" Poeta Amor"





Não....Não...não !
Poeta Amor
Enviado por Poeta Amor em 13/04/2005
Código do texto: T11198

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poeta Amor
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil, 81 anos
398 textos (14775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:08)
Poeta Amor