Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Lente


Saúda a esse dia
que nada esconde e
em tudo irradia:
Amor, razão, tristeza, alegria e tudo mais
de que um homem é capaz de sentir em vida.

Amor de amores vestidos,
Ódios de ódios disfarçados
e tudo mais que o homem não vê.

Saúda o deserto que há
em mim e em você.

Saúda este instante que repousa na janela.
Ao tronco da árvore que brilha.
Das coisas minúsculas e
que ao chegarmos mais perto
percebemos ao certo o que há,
mas não o que é ao certo.

Incrível é que mesmo com todo o universo explorado
ainda seja inexplicável
o próprio universo.
Que o mundo seja incógnita terrível.
Da lagarta ínfima que tece o seu fio,
a montanha pesada à pedra descomunal.
Que milhões de anos sejam
milhões de anos a se descobrir.
Que o universo tenha o seu buraco negro que a tudo suga.

Saúda a hoje e nada mais
O momento que veste os sentidos
e a sensação de ter vivido
mais de 50 anos em 1 segundo,
dissolvidos assim como num sonho
por sobre a vida transcorrida.
Anaís
Enviado por Anaís em 15/02/2006
Código do texto: T112042
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anaís
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 43 anos
55 textos (1647 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:18)
Anaís