Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O barco

Um escritor abandona seu barco
Um escritor, pobre escritor, que ninguém conhece
Ele não foi lido, não foi absorvido, nem admirado
Isso pra ele é indiferente
Pois ele, agora, abandona seu barco
Um barco pequenino, mas tão aconchegante
Barco negro e frio
Que causa dor na despedida
Pausadamente, o escritor olha pra trás,
Como se se despedisse da vida, mas sem medo de perde-la
Ah! Pobre escritor, que não gozou, mas sim, gastou sonhos
Mas só os sonhos...
Só o que foi sonhado ficou
Tudo deixa resíduo
E o poetinha sutil
Adentra-se no vão do quarto
No abismo indesejado
Agora há lagrimas em seus olhos
Que ao cair refletem suas letras
Seu barquinho de papel.

Salvador, fevereiro de 2006
 
Gustavo Chaves
Enviado por Gustavo Chaves em 17/02/2006
Código do texto: T113217
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Chaves
Mundo Novo - Bahia - Brasil, 27 anos
17 textos (830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:19)