Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AFIADOS

há sempre uma faca afiada
cravada entre os dentes
quando não lembrarmos
em algum momento
da palavra que feriu a pele
por rasgar do verbo,
desafiando os dois anos
[e alguns trocados]
do amor
sem beijos comuns.

há sempre uma faca amolada
pelo esmeril da língua
quando não calamos
em nenhum momento
a palavra que feriu os sossegos
de todas as faces do perdão,
quando, em nome da faca,
vestimos o carinho com uma raiva
[absurda]
pela primeira vez, em dois anos
[e alguns trocados]
de vida em comum...

uma faca sem vermelhidão,
amanhã,  irá saber sem questionar
[da interrogação]
qual de nós, primeiro, dormiu só
quando dos nossos corpos separados.
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 17/02/2006
Código do texto: T113222
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:37)
Djalma Filho