Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cautela

Cautela

Tanto esperei por você
Horas sem fim, aguardei
Na ilusão de o receber
Foi assim que me portei

Tanta esperança eu tive
Como criança sonhei
Nem sei como me contive
Enquanto eu o esperei

Mas o tempo foi passando...
Você não aparecia
Fiquei então imaginando
O que lhe sucedia

Nossas conversas diárias
Enchiam de alegria nosso encontro
Confidências  foram várias
Que me animaram de  pronto

Onde quer que eu estivesse
Nada me impedia
Que correndo eu viesse
Encontra-lo com alegria

Talvez a vida seja assim
Apenas fragmentos de vontade
Que  algum  desavisado querubim
Permite se tornar felicidade

Depois em outro momento
Vem o gosto da saudade
Nada além do desalento
Retornando à realidade.

Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 14/04/2005
Código do texto: T11328
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215215 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:13)
Priscila de Loureiro Coelho