Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Código Secreto da Última Ceia

O Código Secreto da Última Ceia
A Dan Brown, Saunière e Sophie.

I. A Última Ceia de Giotto di Bondone

Quatro apóstolos de costas ao nosso olhar,
Um deles é Judas! O que não tem auréola!
Cristo num terno abraço abriga um a chorar...
Auras densas, de ouro, em Cristo: uma lauréola!

II. A Última Ceia de Jaume Huguet

Eis Judas! Apressa-se em partir o cordeiro...
As faces serenas no momento da prece
E o vinho e os pães designam o derradeiro
Instante da comunhão que ali acontece.

III.A Última Ceia de Domenico Ghirlandaio

Pássaros a voar lá fora num céu azul...
E Vêem-se árvores frutificar na terra
Só Judas no lado interno da mesa em U,
Altos arcos brancos um mistério encerram!

IV.A Última Ceia de Andréa Del Castagno

As pedras prefiguram obras de vanguarda...
Dois grifos limitam o banco azul de ornatos...
E Judas prenuncia a traição que a vir não tarda!
Linhas retas e lajes agouram um fato...

V. A Última Ceia de Tintoretto

A mesa em perspectiva induz ao olhar obtuso...
Anjos espectrais voam no cenário em penumbra!
Mulheres servem vinho e pães como era de uso...
Judas em trajes cardeais algo vil vislumbra!

VI. A Última Ceia de Paolo Veronesi

-Por quê este servo aqui sangra pelo nariz?
-Que palácio é este e que cidade é esta?
=Conforme o costume maneirista eu a fiz!
(Os poetas têm dos loucos a visão funesta?)

VII. A Última Ceia de Jacopo Bassano

Que vivas harmonias de cores e texturas!
A inclinação da mesa e os tensos pés...
O cão que dorme, a vasilha, a candura
De João e os óleos e a faca ao revés!

VIII. A Última Ceia de Leonardo da Vinci

Será João? Tão delicado nos parece...
Doze signos aos apóstolos se conformam?
Serei eu? Serei eu a não saber sua prece?
O sinal e o punhal que mistério informam?

IX. A Última Ceia de Simon Ushakov

Apenas Judas está de costas a Cristo;
O peso do denso cálice impressiona
Assim como as amplas auréolas vistas!
O pano vermelho ao fundo a trama tensiona...

X. A Última Ceia do Aleijadinho

A távola redonda e a ausência do graal...
As mãos em gestos vagos de indecisão...
A janela fechada ao fundo é um sinal!
A madeira calvarial dá a tridimensão!

XI. A Última Ceia de Teófilo de Jesus

A aparente simplicidade e economia
Da cena encobre o segredo desta mesa...
Dois grupos desiguais desafiam a harmonia
E um só graal ante a única aura dá singeleza...

XII. A Última Ceia de Salvador Dali

Eis o momento da oração misteriosa:
O corpo translúcido em visão no céu...
As dimensões de espaço-tempo em rigorosa
Geometria... A luz fulgura em laurel!




Jayro Luna
Enviado por Jayro Luna em 27/02/2006
Código do texto: T116802
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jayro Luna
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
97 textos (48069 leituras)
12 e-livros (1726 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:55)
Jayro Luna