Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUADRAS DA VIDA

Já se foram tantos anos
Que eu os perdi de conta.
Só sei dizer que os enganos
Deixaram minh’alma tonta.

As primaveras perdidas
Às priscas eras remontam,
Murchas flores que, pendidas,
Nem aos céus não mais apontam.

Aos vendavais se quebraram
As flores da vida primeira,
Como juncos se dobraram
Bem perto da ribanceira.

A amargura escureceu
O sol que n’alma brilhava
E a plantinha, que eu cultivava
Com tanto carinho, morreu.
mreno
Enviado por mreno em 17/04/2005
Reeditado em 21/03/2007
Código do texto: T11685
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mreno
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
37 textos (1814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:39)