Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO

A vida é muitos cansaços,
Sorrisos de vários palhaços,
Sem fim, sem razão, sem memória.
Lentamente esmorece a alegria
Nos ventos frios do dia a dia,
Num macabro final de história.

Dormitam passado e futuro,
Ocultos em sonhos e escuro,
Em lembranças doridas e medo.
Nostalgias, esp’ranças, mais nada,
Nulidades que a alma anulada
Acalenta em silêncio e segredo.

Nada impede o sonho impossível,
Nada oculta o passado invisível,
Nem a névoa triste das mágoas...
Passa a vida sem mais ilusões,
Mar calmo, sem brisa ou tufões,
Em que só resta a solidão das águas.
mreno
Enviado por mreno em 17/04/2005
Reeditado em 21/03/2007
Código do texto: T11687
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
mreno
Itajubá - Minas Gerais - Brasil
37 textos (1814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:13)