Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEDE DE INFINITO...


 



SEDE DE INFINITO…








Queria saciar esta sede de infinito…
Mitigar dos meus sentidos esta fome
que eu sei e sinto que me consome
mas não aceito nem admito!

Minha boca queima, arde de desejos.
Vivos e despertos estão meus sentidos.
Mas evito e fujo de quaisquer ensejos…
Tenho medo de anseios incontidos!

Queria adejar no tempo e no espaço,
aninhar-me no conforto dum abraço,
esquecendo momentos já vividos…

Vivo um estado de espírito complexo.
Tanto desejo o ardor desse amplexo,
quanto choro os beijos já perdidos!


 



HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 28/02/2006
Código do texto: T117006
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:41)
HELENA BANDEIRA