Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha poesia

Não trago tantas rimas em minha poesia
ainda mas, aquelas entrepostas (de boa tosa)
seqüênciadas, suavizadas

- Se for preciso cunho e doso minha poesia!!!

da rima torta
           da linha curva
da reta mal posta

Poesia maldita, poesia bandida, fonética ambígua

Aprecio o estranho do jazz
A "história em desordem"
poesia polifônica
       neologista
"amor inventado"

A sonorização interna das palavras,
o muro concretado ... palafitas, malocas, moçadas
arranha-céus, jardim petrificado, poesia urbana
Poesia do desvio
poesia da "guerra dentro da gente".


GN 2004

 
Gustavo Naufal
Enviado por Gustavo Naufal em 02/03/2006
Código do texto: T117815

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gustavo Naufal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Naufal
Curitiba - Paraná - Brasil, 36 anos
71 textos (2030 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:26)
Gustavo Naufal