Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Nunca fui bom de viola
Tenho o peito lascado
De tanto imitar sapo
Na beira do banhado

Hoje eu quase não falo
Tenho até dificuldade
Pra dizer algo baixinho
Sem sofrer ansiedade

Minhas pernas embodocadas
Que dói a cada mexida
Os olhos piscam chorosos
Desencantados da vida

Nunca fui bom de viola
Mas cantar já cantei muito
Já cantei por muitas bandas
Até carregando defunto

Então agora vou indo
Chegou já a minha hora
O sol vai descambando
Quero ver outras auroras

José Mattos
Enviado por José Mattos em 02/03/2006
Reeditado em 03/03/2006
Código do texto: T117818

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.josemattos.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Mattos
Santa Rita do Pardo - Mato Grosso do Sul - Brasil, 52 anos
54 textos (2839 leituras)
1 e-livros (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:30)
José Mattos