Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seria o poeta, louco?



Poeta que é poeta, não é louco
Tem uma grande dose de ousadia
A razão, utiliza muito pouco
 Ao fundamentar sua vida na poesia

Poeta, ah! Poeta é emoção
É o sentir embevecido, é se encantar
É viver seduzido na paixão
E com determinação se enamorar

Poeta, gosta mesmo é de rimar
Pessoas, bichos e a própria natureza
É feliz enquanto está a poetar
Possui o dom de espantar toda tristeza

Poeta que é poeta, não é louco
Quando muito é um desligado
Normalmente o seu grito, já sai rouco
Por ser o som de um  coração apaixonado

Poeta, gosta mesmo é de sonhar
o sonho de toda a humanidade
É pródigo,  ágil em versejar
Habita a dimensão da eternidade
E tem na alma o impulso de amar.

Priscila de Loureiro Coelho






Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 17/04/2005
Código do texto: T11805
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215176 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:43)
Priscila de Loureiro Coelho