Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MALDADE. PURA MALDADE !

Maldade!
Maldade você fez!
Você, na flor da idade
Sabendo da minha carência
Embora com toda a vivência
Me encanta!
Embasbaca!
(ou babaca?)
Me mostra a sua verdade
Depois escapa de vez

Maldade!
Pura perversidade!
Um homem da minha idade
Com sede de beduíno
Estando ao lado do poço
Espera voltar a ser moço
Fazendo papel de menino
Brincando de ser mocinho
Mau ator
Interpreta o texto sozinho

Maldade!
Sem dó, nem piedade!
Beleza é a tua riqueza
Me compra a preço qualquer
Me joga num quer-e-não-quer
E basta um olhar, um sorriso
Destrói minha fortaleza
Soterra o pouco juízo
Afunda o meu amor-próprio
(próprio?)
Agora um amor-impróprio
Comprei, na verdade, tristeza

Maldade!
Que infelicidade!
Pago, sem necessidade
Por não escutar a razão
É tempo... te esquiva !
Sabes bem que tua sina
Ao lado desta menina
É ficar em carne-viva
Braseiro no coração
Destroços de um furacão

Estive na Fonte da Juventude,
de Ponce de Léon
E não bebi um gole.

Maldade!
Pura maldade!


Dionisio Teles
Enviado por Dionisio Teles em 03/03/2006
Reeditado em 03/03/2006
Código do texto: T118188

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dionisio Teles). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dionisio Teles
Barueri - São Paulo - Brasil, 64 anos
177 textos (43585 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:22)
Dionisio Teles