Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem sabe o destino...

De noite ela olha pela janela, e fica horas observando as estrelas, e ele pega o velho violão e tenta dedilhar uma canção qualquer, para que ela ouça.

Mas por que eles nunca se encontram e tiram suas diferenças ou tentam se entender?
Se ele tivesse pelo menos coragem de procurá-la, talvez não fosse assim.

Mas quem sabe o destino, si é que existe, não consiga, não consiga aproxima-los e enfim fazer dar certo. Quem sabe...

Ele sabe que ela tem outro. E prefere viver assim sofrendo sozinho no seu quarto sombrio.
Lembrando, que hoje ele a viu na praça observando as pessoas, sozinha, e mesmo assim não teve coragem de aproximar-se.

Mas quem sabe o destino, si é que existe não consiga, não consiga aproxima lo e enfim fazer dar certo.

É fazer dar certo,

E enfim viverem felizes.
Gilmar Ribeiro
Enviado por Gilmar Ribeiro em 18/04/2005
Código do texto: T11826
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Ribeiro
Tremedal - Bahia - Brasil, 35 anos
59 textos (5514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:40)
Gilmar Ribeiro