Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Casa Branca

“Dizem que a casa é branca.
Eu a diria vermelha.”
(Graça Carpes)

-----

Até quando a mula manca
e Bagdá toma... hawk,
com Bush no seu quintal,
dizem que a casa é branca.
Mas quando do chão arranca
e cai na vizinha telha
um míssil dessa parelha,
eu me pergunto sem Graça:
é branca a cor da fumaça?
Eu a diria vermelha.

Com o Iraque na retranca
e a Inglaterra atirando,
eu não acredito quando
dizem que a casa é branca
e não aceito essa banca.
Sadam Hussein não se ajoelha
e, quando mais se aparelha
o americano, eu lamento:
o branco ficou barrento.
Eu a diria vermelha.

Nessa minha fala franca
eu não concordo com aqueles
americanos, pois eles
dizem que a casa é branca.
Ela é branca uma tamanca!
O sangue desce da telha
quando Bush destrambelha
e avança pelo deserto.
Não é mais branca, isso é certo.
Eu a diria vermelha.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 18/04/2005
Código do texto: T11875
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulo Camelo - www.camelo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 68 anos
909 textos (260234 leituras)
36 áudios (10733 audições)
6 e-livros (1679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:39)
Paulo Camelo

Site do Escritor