Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MISTÉRIOS DA VIDA...



Meu destino é partir
Como peregrino, caminho para caminhos que não chegam...
Não chegarei até onde estás
E gostaria...
Tua beleza não fica oculta
Mas transmites um sofrimento contido e resignado
Tu és como a casa da montanha
Que, depois da tempestade, deixa o suave cheiro da terra
E a certeza de que a correnteza levou o coração de quem gostaria de ficar...
Tens mais presença em mim do que o que me falta
Eis porque falta tudo...
Que estranho mundo
Não sei se mágico
Ou se trágico...
Estamos tão distantes e, não obstante, neste instante tenho a sensação de estar ao teu lado
Talvez calado ou, quem sabe?,  fazendo confidências
Para dizer-te das minhas noites vazias
Que me trazem teus lindos olhos
Como dois fogos
Que o vento torna mais incandescentes...
Ouço o silêncio e até mim chega a amena fragrância do jasmineiro
Que me afoga e afaga porque, como numa magia, adquire o cheiro do teu corpo
A noite me dá o seu murmúrio e os céus a luz das estrelas
Vou parar para vê-las. Hei de encontrar-te em alguma constelação
As horas fugiram nesta noite cálida onde só vejo o espaço noturno...
De repente o coração fala:
Meu destino é partir
Como peregrino, caminho para caminhos que não chegam
Não chegarei até onde estás...Ouço o silêncio...
Sinto a fragrância do jasmineiro... do teu cheiro
Vou em frente...Meus caminhos não chegam...

nvelasco
Enviado por nvelasco em 04/03/2006
Código do texto: T118835
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
nvelasco
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
83 textos (2620 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:05)
nvelasco