Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Blackout

Lá fora está tudo escuro
É noite admito
Já que é noite é escuro
Mas são as luzes artificiais que estão apagadas
Eu chamo de escuridão
Outros chamam de blackout,
 então sob pressão, chamo...
é chamo também de  blackout
Se fossem somente as ruas
Que sofressem o blackout...
As ruas estão mais tranqüilas
As pessoas temem a escuridão
Então se refugiam em suas casas
Mas coitados...
Não sabem que é lá que está o blackout maior
Uma escuridão de sentimentos
Todos se cansaram de sentir, não há tempo!
Não há tempo de sentir! há tempo de trabalhar!
há tempo de estudar, não há tempo para coisas abstratas
O concreto ludibriou a moral e o pensamento da maioria.
O povo esgota sua energia durante o trabalhoso dia-a-dia...
 E quando acaba a energia... vem o blackout
Esse é o nosso tempo, tempo de blackout
O amor virou fantasia nas histórias de princesas
É apenas um conto no conto de Rapunzel
A amizade esgotou-se, hoje é só um jogo
Amizade é rara, ou melhor, inexistente
Percebo que vivo um duplo blackout
O blackout nas ruas, e o blackout na vida
Gustavo Chaves
Enviado por Gustavo Chaves em 05/03/2006
Código do texto: T119143
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Chaves
Mundo Novo - Bahia - Brasil, 27 anos
17 textos (830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:49)