Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade Concreta

Não Consigo Esconder O Sorriso
Felicidade Tal Não Há Motivo Para Se Guardar
A Brisa Invisível
Os Espectros Rondando Minha Mente
A Suave Sensação
A Magnífica Sinestesia
Um Conjunto De Amplitudes
Um Vale De Sinfonia
São As Nuvens Que Cantam
São Os Demônios Que Brincam
Eu Apenas Sinto
Mestre, Como É Bom Estar Aqui!

O Mesmo Leito
As Mesmas Imagens
Tudo Está Perfeito
Sentia Falta
Sentia Necessidade
Destas Noites Silenciosas
Desta Calmaria De Inverno
Desta Fúria Que Acalma
Desta Corrente De Pensamento Que Perfura
E Que Sangra
Mas Um Sangue De Vitória
Um Sangue De Alegria
Perante Dores
Perante Problemas
E Eu, Aqui

É Quando Vou Ao Vale Das Sombras
É Quando Recebo O Chamado
É Quando Choro Minhas Alegrias
É Quando Eu Clamo A Meu Mestre
É Quando Riem Os Demônios

E Eu, Aqui
Sentado
Paralisado
Feliz
Atônito
Sem Saber O Que Fazer Ao Certo
Apenas Sentindo
Apenas Compondo

A Tempos Não Estivera Aqui
A Tempos Não Visitara A Mãe Consciência

Sem Mais Problemas
Sem Mais Agravos
Todos São Cadáveres
Tudo É Apenas Nada

Cinzas Em Meio Ao Mar De Sangue
O Sangue Da Alegria, Saudade Concreta
Kleiner Teufel
Enviado por Kleiner Teufel em 05/03/2006
Código do texto: T119193

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kleiner Teufel
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
27 textos (2194 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:40)
Kleiner Teufel