Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
VAZIO

O mundo tornou-se
Uma competição devoradora
As luzes que outrora foram
Diretrizes inspiradoras
Tornaram-se ilusões devoradoras.

A poesia revolucionária que ao mundo decantou
Deu lugar a publicidade
Que a muitos iludiu e enganou.

O poeta está triste
Em mais uma noite solitária.
Porque a humanidade insiste
Nessa vida estacionária.

Muitas companhias nenhuma amizade.
Muitas conversas nenhum entendimento.
Muitas palavras nenhuma verdade.
Muitos encontros nenhum comprometimento.
Muito sexo nenhum envolvimento.
Muitos sorrisos nenhum contentamento.
Muitos prazeres nenhum sentimento.
Deturpados pensamentos
Desregrados comportamentos...

Fé sem razão
Companhia sem união
Corpo sem emoção
Vida sem coração

Prazer temporal
Erotismo industrial
Sexo comercial
Existência mecânica banal...

Mestra dor
Elucida o aluno sofredor
Que um bilhão de orgasmos
Jamais constituirá um átomo de amor...

Para conherer outras obras do autor compre seu livro:

TRANSPOESIA   
                                                                                                        




CicBenSil
Enviado por CicBenSil em 07/03/2006
Reeditado em 25/06/2010
Código do texto: T119956
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CicBenSil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
417 textos (17559 leituras)
5 áudios (518 audições)
4 e-livros (252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:38)
CicBenSil