Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falar de poesia

Coisa de poeta...
Falar de poesia.
Em um mundo sem graça em desgraça...
Só me resta versar.
Noite ou dia...
O belo é concreto em suas linhas.
Ao som de um belo rock’n roll...
Se Solta os versos.
Inversas idéias iguais...
Faz-se a beleza em escrita.
Poesia listrada...
Poesia cantada...
Poesia escrevinhada.
Do complicado ao simplíssimo...
Do cômico ao maquiavélico...
Faço minha utopia em poesia.
Digno é ninguém...
Loucos são todos.
Escreve-se então...
Para a cabeça pensar.
Pois coisa de poeta...
É viver poesia.
O que de Souza
Enviado por O que de Souza em 07/03/2006
Reeditado em 29/03/2007
Código do texto: T119981
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O que de Souza
Curitiba - Paraná - Brasil, 29 anos
335 textos (8757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:50)
O que de Souza

Site do Escritor