Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIVA!

Não detenha as carícias grosseiras do
Estupor;
Elas são a chave da bonança
Que rebentarão um Vencedor.

Não esqueça as malévolas pessoas
De ferinas línguas e inquisidores
Apontamentos:
Nada são, além de breve tormento.

Não toleres a ignomínia de tua vida!
O Conformismo montará pousada em tua
Alma,
Fechando todas as saídas.

Não! E Não, quantas vezes puderes gritar!
Não te deixes cair na tentação
De sempre repetir:
“Tudo há de passar!”


Age, Homem! Revolta-se, Mulher!
Reclama, Criança!
Mas o façam com calor, paixão,
E cavalar destemperança!

Nada irá existir
Além dos muros de tua alma;
Nada irás expandir
Além daquilo que tu cala.

- E se queres o mundo, toma-o!

Sabendo que nada é gratuito, nesta selva,
Onde cada homem é uma fera.
E vive!
Vive com paixão, teus vindouros dias
Sob o flamular de teu glorioso pendão!

Gustavo Marinho
Enviado por Gustavo Marinho em 08/03/2006
Reeditado em 31/12/2013
Código do texto: T120583
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Marinho
Maceió - Alagoas - Brasil, 40 anos
82 textos (9807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:38)
Gustavo Marinho