Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sol

É meia-noite e os olhos pulsam cintilantes
Como dois corações incertos na certeza
De que o Amor é quem do caçador faz presa
— De que idolatro essas estrelas navegantes.

Para tocá-las devo içar-me à correnteza,
Guiado, mas perdido por luzes errantes.
Por tantos brilhos Baco anseia o quanto antes,
Ao corpo maculando, a alma estando ilesa.

Não acho o fim que procurei nesta Odisséia
— É que meu coração, mas não minh’alma o guarda.
Vênus dirá se Helena hei de achar ou Medéia.

No escuro, a erguer-se, Sol em carmesim não tarda,
Dá à luz Paixão, e sobe, altiva como déia,
Apaga o mar de estrelas que alto não mais darda.
Thiago Leite
Enviado por Thiago Leite em 19/04/2005
Código do texto: T12070
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Leite
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 35 anos
35 textos (1308 leituras)
1 e-livros (11 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:45)
Thiago Leite