Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escadas vazias...

Escadas vazias.
Não há passos,
Nem sons.
Castelo de cartas.
Rola lágrima,
Rola lágrima,
Pinga em gotas de sangue,
De um amor, de uma paixão.
Essas escadas
Continuam vazias
E se ganha a rua.
Solidão de alcova,
De travesseiro surdo,
Na alma abalada,
Sua boca faminta
Traz em si
O silêncio do coração.
Acabou-se as escadas.
O vazio é o mesmo,
Contínuo, velho,
Feito rasgo de dor
Su(planta)do pela vida,
Simples vida, amor.
Sem mistérios, sem vazios
No grito imponente
De uma paixão.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 19/04/2005
Código do texto: T12074
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:52)
Peixão