Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERMELHO


E nasce o rebento
O milagre da vida
Berra para ser feliz
E deixa feliz a mãe
Banhada de sangue
Vermelho...Vermelho...

E flerta o tímido jovem
Num canto da escola
Onde a voz quase cala
Em bicas transpira
Deixando as faces
Vermelhas...Vermelhas...

E deita no horizonte
O sol cansado da lida
Entre nuvens e brumas
E pinta o céu azulado
Com rubros matizes
Vermelhos...Vermelhos...

E sorve o vinho da taça
Que escorre nos lábios
Na blusa... Nos seios
Que mancha os lençóis
De desejos molhados
Vermelhos...Vermelhos...

E anda no escuro beco
Em cidades sombrias
Que esmagam os sonhos
E com afiadas navalhas
Retalham e deixam as carnes
Vermelhas...Vermelhas...

E morre o coitado
Que tanto sofreu
E encontra o diabo
E vive pra sempre
Queimando no inferno
Vermelho...Vermelho...


Sigmar Montemor
Enviado por Sigmar Montemor em 12/03/2006
Reeditado em 12/03/2006
Código do texto: T121990
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigmar Montemor
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 52 anos
1762 textos (285449 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:19)
Sigmar Montemor