Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acrólito...

Acrólito
Atônico
Atroz
Vejo uma linha
Um pano, uma Pilha
Um traço de arroz
Átomo
Ávido
Ácido
Todas as flores
Essas suas dores
Seus sucos, cítricos
Ausente
Aumento
Acalento
Como todos os ás
Tu choras e és má
Aflora, o meu sofrimento
Lamento
Pois não há mais voz
Que ative ao seu encanto
Humano, quase sônico.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 20/04/2005
Código do texto: T12215
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:28)
Peixão