Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Clandestino


Sou mansa no teu agito
tropeço no teu ritmo
calada no teu sorriso...
teu corpo é puro sol
minha pele procura a lua
vivo entre quatro paredes
e tua casa é a tua rua...
danço ao som de um adágio
mas chegas como um menino
enroscando em mim tuas pernas
assoviando um “adiós nonino”...
e insistes nessa dança
ao me flagrar desprevenida
com a alma inquieta
esbarrando na tua lembrança...
e não importa meia noite
tanto faz o meio dia
nessa hora é que eu te encontro
clandestino na poesia...

Cristina Nunes
Enviado por Cristina Nunes em 12/03/2006
Reeditado em 13/03/2006
Código do texto: T122291

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cristina Nunes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Nunes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
421 textos (32644 leituras)
9 áudios (1002 audições)
2 e-livros (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:28)
Cristina Nunes