Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PELAS ANDANÇAS DA VIDA


Tantas caminhadas
passos largos estradas estreitas
coração dilacerado
pelos desencontros  .
Quando chegamos a um ponto
que tudo parecia realizar
todos sonhos idealizados
toda ânsia suprida
Eis que um vento fino
como uma lamina
sangr'alma
grito rouco na garganta
nenhuma palavra
som espargindo
ecos do cristal que ora finda
cacos
dilacerados
espalhados na relva
onde meus pés iniciam
um novo trilhar
em busca de mim mesma
dos retralhos que ainda sobraram
para refazer minha unidade
perdida
pelos caminhos da vida
mistérios...
mistérios insondáveis
almas humanas
que o humano não entende
Caos
medo de ser amado
ser feliz
O tempo esvai
nessa fumaça
faço meu vôo eterno.
 
09.02.06
20.13
ZEL
Enviado por ZEL em 12/03/2006
Código do texto: T122338
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33936 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:41)
ZEL