Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA CANÇÃO

Dedilhei minha canção de amor,
com as notas da afinada ilusão,
a letra escrita com a pena do amargor,
 soou a melodia pura, pura desilusão.

Quis compor um novo refrão
com  vigor e ousadia,
mas o irrequieto coração
nunca se decidia.

Feri as cordas do instrumento com impaciência,
fiz vibrar o som da minha canção de amor,
de ilusão eu vivi, mas com a desilusão dissimulada na aparência,
sob as luzes dos refletores finalmente cantei a minha dor.



ANDRADE JORGE
DIREITOS AUTORAIS REGISTRADOS
25/09/05
15/02/06
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 14/03/2006
Código do texto: T123031

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (89986 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:26)
ANDRADE JORGE