Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATEMPORAL

Em meio à multidão

Da praça e seu caudal

De gente que tem pressa

E prefere a pele moça,

A pedra envelhece devagar.

Trinca por igual

Esmaece aqui, ali enegrece

- Como um sintoma do ar -

Perde pequenos pedaços.

Mas os traços dos olhos,

A higidez do tronco,

O relevo dos músculos...

Tudo está tal e qual.

Por isso,

Te vendo rodeá-la

E espiá-la com enlevo

(Primaveril)

A carne esculpida se envaidece

e sorri do próprio ardil.
Nelson Oliveira
Enviado por Nelson Oliveira em 14/03/2006
Código do texto: T123035
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Oliveira
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
345 textos (25598 leituras)
2 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:22)
Nelson Oliveira