Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ventre

Angélica T. Almstadter
 
Por ter na boca, presságios,
A vida modulada em adágios;
A canga pesa menos que os arreios,
E a lágrima rola entre os seios,
Rumo ao ventre desnudo.
 
Ondas de frios e arrepios,
Selam frenéticas, o mel das palavras.
Fio e teço ações em muitas lavras,
Pernas e coxas rezam mistérios,
Braços e abraços macios,
Dança o ventre desnudo.
 
Fita a afeição oculta,
A órbita em silêncio, revirada.
Trava a língua solta, uma luta,
No céu da boca, estrelas alcançadas.
Pesa em lágrimas a solidão,
No fio estirante do coração,
Derrama no ventre recluso
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 21/04/2005
Código do texto: T12355

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55628 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:03)
Angélica Teresa Almstadter