Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PUDERA

Pobre deste poema
que ficou no passado,
por falta de pena
ou por pouco caso.
Pobre poema este
que dizia tanto
mas a quem não deste
nenhum sonho, encanto.
Pobre deste poema
que no passado era
e que agora, pena,
só virou "pudera"...
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 21/04/2005
Reeditado em 21/04/2005
Código do texto: T12375

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154037 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:43)
Débora Denadai

Site do Escritor