Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser novamente




sair
procurar
encontrar o tudo e o nada
voltar na rua do passado
e viver a lembrança do que foi.
caminhar lentamente
 como alguém que procura algo que perdeu
e encontrar tudo perdido
esbarrar no vazio e na saudade.
chorar como uma criança que despertou para a vida.
lamentar a maldade dos homens
a fome que mata o povo
a dor que corrói a alma desesperada.
escutar o gemido daquele que morre na sarjeta e só.
sentir tudo e nada fazer.
olhar e não conseguir ver.
sentir não na carme
mas sim em pensamento.
não conseguir ser humana diante de tudo que é humano.
sofrer e chorar por não saber sentir
e nem compreender a dor do outro.
lamentar tudo por lamentar
ser egoísta
fria e dura.
mas no fundo sofrer calada.
vida que gira  e volta trazendo
sempre o nada e a dor de não existir.
pensamentos cheio de dúvidas e incertezas.
não saber o que fazer
e nem fazer o que deve ser feito
ser muda diante um grito
ser fria diante da dor
ser dura diante um pedido.
não ser nada
pau
pedra
tijolo que não constroi...
e assim gira o mundo
calado
sofrido
perdido
morto.
morte fria que me governa
nascer
viver
amar
é a unica solução para ser novamente :
g e n t e .

bh/1966
p/Gil
 
ZEL
Enviado por ZEL em 06/01/2005
Código do texto: T1239
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33908 leituras)
8 e-livros (802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 00:13)
ZEL