Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO JUGO E AO DESAMOR

Títeres em movimento, a conduzir história
Manipulando amor sem nenhuma maestria
Sombra sem luz, da vontade tão desconexa
Deixa-se levar pela sua autoridade complexa

O jugo traduz-se numa relação muito indexa
A índice de dominância que nela não se anexa
Cedo ou tarde rompe-se cordel de tal alegoria
Florescendo mulher que naquele corpo dormia

Falta de amor transfigura-se tal qual negro cisne
Que se vê mutilado de suas asas, sem liberdade
Desce noite durante o dia, tingindo a alma de tisne

O vôo livre desenha no coração, contido anseio
Mulher desperta exala pelos poros muita felicidade
Desamor e jugo encerram em si sempre muito receio


PS: Faltou contar as sílabas , mas não estava com vontade.
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 18/03/2006
Reeditado em 03/03/2010
Código do texto: T124858

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916754 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:33)
Denise Severgnini