Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0246 - Acredito


 
Acredito se me disser, não é só um simples gostar,
falta a voz no ouvido, os braços ao redor do corpo,
quero perdão, saudades, amor sem palavras,
o corpo marcado dos momentos que ficamos juntos.
 
Acredito no amor, no meu para o seu amor,
mais ainda quando beijo sua boca nua de outra,
sussurro no ouvido palavras que nem eu entendo,
sabe que vem do carinho, da paixão que trocamos.
 
Acredito, quando amo, as noites têm sol e estrelas,
os instantes de carinhos têm anos de distâncias dos nãos,
esqueço quando estamos perto, mesmo muito longe,
sei como é estar dentro de você, continuo até depois.
 
Acredito na tristeza, nas dores, no desprezo, na paixão,
também creio nas orações, nos amantes, nos desejos,
como uma prece, na boca trouxe o sabor do prazer,
livre quando estou preso, solto quando apaixonado.
 
Acredito que possa me possuir, assim como eu a você,
não quero outros segredos, somos o mais secreto,
perca-me sempre entre seu corpo, entre seus sonhos,
encontrar-lhe-ei a cada instante, a cada grito de êxtase.
 
24/04/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 22/04/2005
Código do texto: T12505
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116247 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:05)
Caio Lucas