Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tolices





perguntaram-me se vivo
achei engraçado,
vazia pergunta e tola.
eu não vivo.
eu não sou.
sou um inseto que procura pensar
que procura um pouso.
mundo não é pouso...
nos homens não há pouso.
sou um inseto frustado.
que pena que eu não seja gente
talvez sendo encontraria um pouso
no mundo dos insetos.
quem sabe?
tudo é possível
mas eu sou um simples vagalume
inseto falante
e andante de pés.

02.03.69
 
ZEL
Enviado por ZEL em 06/01/2005
Código do texto: T1257
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33936 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:22)
ZEL