Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estranho antigo

É mais noite do que parece
Como a alma que antecede
Como brilho que acende e marca
que ascende e nasce
que aparece e atinge
No íntimo, âmago
No instinto amargo
No breu do silêncio secreto
É palavra que cala
É o sentir que exala
Estranho saber
daquilo que vem
chega sem querer
o desconhecido
que não é temido
É tão esperado
ainda calado
deixa-se perceber
Fogo Selvagem
Enviado por Fogo Selvagem em 20/03/2006
Código do texto: T125955
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fogo Selvagem
Campinas - São Paulo - Brasil
288 textos (8584 leituras)
2 áudios (147 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:59)
Fogo Selvagem