Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Furtando Frutas

Seguro a minha própria mão
Quando a lágrima quer vir,
E eu não sei distrair o coração,
Sem deixar de sentir
Saudade –
Sem teu beijo, ou teu abraço,
Estou sempre à deriva
Num mar de desejo...

Estou preso numa ilha
Que chamo de mim mesmo,
Mas quando é pra ser gente grande,
Eu sempre me esqueço...
Passo a mão em minha própria cabeça,
Para me adular:
- Você não vai crescer, assim;
Existem coisas que devem durar...
Mas, o tempo brinca de pique-esconde,
E tenta me encontrar:
Eu não sou tão fácil assim
De se achar –

Eu subo numa árvore de um outro quintal,
Para roubar a fruta que provei
E quer me culpar por ser deliciosa...

21 de março de 2005
Teco Sodré
Enviado por Teco Sodré em 21/03/2006
Código do texto: T126437

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Teco Sodré
Salvador - Bahia - Brasil, 38 anos
274 textos (12540 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:17)
Teco Sodré