Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Subjulga-se...

Subjulga-se
a vida indevidamente.
Faz-se muito pouco.
Quer-se lírios
correndo, correndo
pelos cantos, quintais.
Mas,
faz-se muito pouco.
Falsa farsa,
de uma espera,
uma vida.
É, carrega-se muita lenha.
Ainda assim,
faz-se muito pouco.
Lenha desnecessária.
Um riso na cara.
E o que perguntar?
E o  que fazer?
É,
faz-se muito pouco.
Ou falta coragem.

Peixão89
(prelúdio para novas ondas...)
Peixão
Enviado por Peixão em 23/04/2005
Código do texto: T12678
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:37)
Peixão