Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rocinha

Orgulhas-te meu Rio por guardar em teu seio a maior favela da América Latinha junto ao mar, lugar que todos gostariam de ter para criança e adulto, campo florido, a cultuar a vida e de amor se banhar.

Esse pedaço de chão, espaço de todas as raças, de alvenarias e barracões, asfalto, saneamento e novas construções, de vidas seguras sem desespero e atropelos de nossas emoções, berço da paz e sofreguidão, mistura de amor e paixão

A Rocinha menina pedia que fosse assim construida: os homens o morro a desbravar, a vida em teu seio guardar gente do Sul e Sudeste, Norte e Nordeste e quem de fato a quisesse amar.

Ouvi-se na imensidão de seu deserto, homens de todas as tendências caminhando em todas as direções, longe ou de perto, arrebantando corações, ouvi-se também vozes do além falando da vida despersa aos homens do bem.

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 23/03/2006
Reeditado em 24/03/2006
Código do texto: T127183
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79567 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:22)
R J Cardoso