Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E me chamo Mente

Mantenha-me sempre liberta,ganharás outra virtude:
sócia adjunta  honesta, a determinação da imensidade,
inimiga do apego vão, que só faz algemas e indecisão,
partidária do vôo constante te levo à outra estação!
 
A ti pertenço, porém não me permita monopolizar-te,
que não esta minha missão, então eu aqui te convenço
apoiado pela potência  que vive imanente no universo,
precisas aprender a me controlar e viveres sorridente!
 
Se te intuo atitudes estranhas,o medo não te apavore
porque o meu intento  é alertar que emoção e paixão
não devem cegar-te,pois não és senhor de escravidão,
tens amor, perseverança, perdão adubando tua árvore!
 
Não fosse eu tua psique, não te aventuraria no novo,
que rasga mil veredas transcendendo tantos abismos,
e se te desafio, imponhas tua força que me demovo
passando de  mero conselheiro a  teu humilde servo!
 
A autoconfiança é a tocha que clareia todo o caminho,
levando a Luz também ao romeiro confiante que avança
e abre as portas do infinito, mobilizado na esperança,
sentindo o Mistério infinito no âmago de seu ninho!
 
Santos-SP-24/03/2006
 

Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 24/03/2006
Código do texto: T127632
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:08)
Inês Marucci