Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cavaleiro das Sombras


Nervoso, penetro a gruta sombria,
Afiada espada nas mãos,
Sequioso de um sanguinário combate
Entre a alvura e a escuridão.

Lentamente, caminho em direção.
O funesto lugar de sonhos
Arrepia-me a alma descontente,
Calo a voz, suspiro, sigo em frente.

Erguida, a lâmina brilhante,
Seu fio afiado desbrava a mata,
Na surdina da gélida noite
Murchas flores, secas folhas estalam.

Furtivamente, prossigo...
Estalam sob meus pés as folhas
Meu rosto banha-se de suor
Temo morrer, será o pior.

Voraz, caminho apressado,
Preparado para a figura do monstro,
Enlouquecido, matar...
Aperto o passo – descompassado, frenético, delirante
 
Defronte ao inimigo
Sem dúvidas é o amargor.
Uivo, berro, grito, ... soluço e... choro.
Abaixo a cabeça e, Deus! eu coro.


Alberto da Cruz
Enviado por Alberto da Cruz em 24/03/2006
Código do texto: T128074

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite Alberto da Cruz e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alberto da Cruz
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
201 textos (24126 leituras)
15 áudios (1092 audições)
6 e-livros (1206 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:47)
Alberto da Cruz